A melhor atitude frente a uma pessoa que gagueja é não se importar que ela gagueje.

22 de outubro marca o Dia Internacional de Atenção à Gagueira, como uma forma de conscientizar sobre esse distúrbio da fluência da fala.

Falar é um processo complicado e requer que o cérebro se comunique com vários músculos, então não é surpreendente que algumas pessoas lutem para pronunciar suas palavras.

Os objetivos principais do Dia Internacional de Atenção à Gagueira são: mudar as atitudes públicas e eliminar a discriminação social em relação às pessoas que gaguejam; promover a autoestima e as oportunidades de pessoas que gaguejam para alcançar os seus objetivos; construir uma comunidade e oferecer uma oportunidade de trocar ideias e fortalecer o relacionamento entre pesquisadores, pessoas que gaguejam, profissionais da saúde e pais de crianças com gagueira.

Mais de 70 milhões de pessoas em todo o mundo gaguejam. Isso significa que, enquanto falam, eles repetem sílabas, sons ou palavras. Pessoas que gaguejam também prolongam os sons ou experimentam interrupções indesejadas na fala. Elas sabem o que querem dizer, mas são incapazes de produzir um fluxo normal de fala.

As pessoas não “sofrem de gagueira”, elas gaguejam e vivem com isso. O Fonoaudiólogo, profissional da comunicação, poderá ajudar a pessoa que gagueja dissolvendo mitos, ensinando estratégias ou técnicas que favorecem a fluência da fala e trazendo à tona o conhecimento e a compreensão das situações favoráveis à produção da fluência e das situações desfavoráveis à produção da fala fluente, além de torná-los mais confiantes nos aspectos da comunicação.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *