Fevereiro é o mês de conscientização sobre Alzheimer, lúpus e fibromialgia, conhecido por fevereiro roxo. Mesmo distintas, são doenças crônicas e requerem acompanhamento médico que, quando não é feito com regularidade, a qualidade de vida de quem tem essas condições pode ser prejudicada.

Alzheimer: o neurologista Fábio Porto, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) explica que o Alzheimer é a principal causa de demência em idosos. “Degenerativa, ela é causada por um acúmulo anormal de duas proteínas – beta amiloide e tau. A primeira proteína sabemos que a pessoa acumula décadas antes de ter os sintomas. Quando chega um determinado momento, passa a acumular a tau, e essa mata o neurônio, e a pessoa vai perdendo a cognição”, explica.

Lúpus: autoimune, o lúpus é uma doença que atinge mais mulheres entre 15 e 45 anos. Por ter sintomas amplos, nem sempre o diagnóstico é fácil. Fadiga, febre, perda de apetite, úlceras na boca, emagrecimento, dores articulares e até manchas vermelhas nas maçãs do rosto fazem parte da gama de sintomas da doença.

Fibromialgia: Luiz Scocca, psiquiatra do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP) conta que a fibromialgia é normalmente um diagnóstico de exclusão, quando os exames de imagem e laboratoriais não identificam uma possível causa. “É quando o médico procura uma causa para os sintomas e não encontra. Mas a dor persiste”, diz. Até o momento, a ciência não sabe o que pode causar a doença.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *