Fechar [X]

Notícias

Home » Notícias

CREFONO5 COMEMORA O DIA DO FONOAUDIÓLOGO EM GOIANIA

O Conselho Regional de Fonoaudiologia da 5a região - CREFONO5,  em parceria com o Departamento de Fonoaudiologia da PUC Goiás, realizou na terça-feira, 9 de dezembro, evento em comemoração ao Dia do Fonoaudiólogo. "A nossa área cresceu muito nos últimos anos, se destacando ciência e se fortalecendo na sociedade.  A presidente do CREFONO5  Silvia Maria Ramos, destacou o crescimento da profissão e apresentou os desafios tanto do Conselho quanto da categoria. "Temos em torno de 38.700 profissionais, desses, mais de 3,5 mil só na nossa região (5ª região)". Ela ainda destacou que ações foram realizadas em todo o país para comemorar o dia e enfatizou a importancia do fonoaudiólogo realizar o recadastramento da Plataforma Fonoaudiologia Brasil. O evento de hoje é uma forma de comemorar conquistas, discutir o nosso trabalho e também de nos atualizarmos", garantiu a diretora do Departamento de Fonoaudiologia, profa. Luciana Antônio Machado. O evento reuniu acadêmicos de todos as turmas do curso, além de egressos e profissionais formados em outras instituições. Ao final, o palestrante  Vinícius Nascimento Silva conversou com os participantes sobre Estratégias e coaching de carreira, repassando informações sobre como fonoaudiólogos podem gerir a carreira da melhor forma, contribuindo para o destaque profissional.

CFFa DEFINE NOVAS REGRAS PARA OBTENÇÃO DE TÍTULO DE ESPECIALISTA

Com o intuito de valorizar o conhecimento específico do profissional, o Conselho Federal de Fonoaudiologia, através da Resolução CFFa nº454/2014, estabelece novos critérios para concessão do título de especialista.

A presidente da Comissão de Análise de Título de Especialistas e Cursos de Especialização (Catece), Maria Cecilia de Moura, destaca as mudanças mais pontuais. “Não temos mais prova de títulos, o fonoaudiólogo que quiser requerer o título tem outras alternativas a partir de agora”, explica.

As normas para obtenção e renovação do título de especialista estão regulamentadas na Resolução CFFa n. 454, de 17 de setembro de 2014, em especial nos anexos I  e II. A referida resolução está disponível no site do CFFa, menu ‘Legislação > Resoluções’, que pode ser acessado nesse link.

Para obtenção ou renovação do Titulo de Especialista, além da cópia autenticada de documentos comprobatórios, o fonoaudiólogo deve enviar também:

  • Requerimento devidamente preenchido, sem rasuras, datado e assinado;
  • Cópia autenticada do diploma de Graduação em Fonoaudiologia;
  • Cópia autenticada da Carteira de Identidade e do CPF;
  • Cópia de comprovante de endereço;
  • Declaração de regularidade do seu Conselho Regional de Fonoaudiologia;
  • Carteira profissional do Fonoaudiólogo, azul de capa dura.

 Novas especialidades

Paralelamente à publicação das novas formas de concessão do Título de Especialista, o CFFa aprovou durante a 138ª Sessão Plenária Ordinária, que aconteceu de 25 a 27 de setembro, 4 novas especialidades em Fonoaudiologia, são elas: Fonoaudiologia do Trabalho; Gerontologia; Neuropsicologia e Fonoaudiologia Neurofuncional.

A decisão pela criação das novas especialidades, vem oficializar o trabalho que muitos profissionais já realizam. Maria Cecilia complementa que o reconhecimento das novas especialidades pelo CFFa fortalecem a atuação do fonoaudiólogo. “A demanda surgiu da própria classe e agora vai formalizar o mercado de trabalho e,consequentemente, a fonoaudiologia”, considera.

A Resolução que cria as novas especialidades é a Res. CFFa nº 453/2014, e foi publicada no Diário Oficial da União em 07/10/2014.

Mais informações com Ivanir Ap. Franco Lobato Araujo, através do email ivanir.secretaria@fonoaudiologia.org.br ou  pelo fone (61) 33215081.

PRESIDENTE DO CREFONO5 RECEBE PREMIOS NO CONGRESSO DE FONOAUDIOLOGIA EM JOINVILE

Aconteceu de 08 a 11 de outubro, na Expoville, em Joinville,  o 22o. Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia, organizado pela Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia com mil participantes, entre academicos e fonoaudiólogos inscritos. O sistema dos conselhos Federal e Regionais de Fonoaudiologia participou com Stand dos conselhos distribuindo materiais para os participantes de divulgação da Fonoaudiologia e ainda com a programação da sala de Ciencia e profissão com temas diversificados e convidados para discussão de redes sociais e ética, telessaude, controle social, fonoaudiologia educacional, novas especialidades, Contrato de prestação de serviços entre outros. A presidente do CREFONO5 recebeu 2 prêmios, concedidos pela comissão de ensino e departamento de voz, após indicação e votação entre os sócios da SBFa. A extensa programação cientifica ocorreu em dez salas com os temas e pesquisas mais atuais sendo apresentados. O prêmio Mérito Fonoaudiológico foi entregue para a fonoaudióloga Regina Jakubovicz. O educador e palestrante Tom Coelho ministrou a palestra "Emoção, Motivação e Linguagem: Saber Expressar para Aprender", encerrando as atividades do 22º Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia, em Joinville (SC).

FONOAUDIÓLOGA GIANE LOZI LANÇA LIVRO DE ESTIMULAÇÃO DE LINGUAGEM EM GOIANIA

A presidente do CREFONO5 Silvia Ramos e a diretora secretaria Caroline Damasceno estiveram presentes no lançamento do livro da fonoaudióloga do CRER Giane Passos Lozi na última quarta-feira, 15, "Estimulando a linguagem: aprendizagem por meio de categorias semânticas”. Segundo a autora, a obra vai auxiliar outros fonoaudiólogos, pedagogos, psicólogos e pais na estimulação de crianças para o desenvolvimento adequado da linguagem.  O lançamento aconteceu no auditório Valéria Perillo, no CRER, e contou com o prestígio de familiares, amigos, acadêmicos e profissionais da área. O livro pode ser encontrado na livraria Book Toy pelo site (www.booktoy.com.br) e na loja Fono Spot no endereço: Rua 230, nº 69, Setor Leste Universitário – contato: (62) 3086-1761. 

CREFONO5 participa do Movimento Plural Idades e comemora o dia internacional do idoso

O Dia Internacional da Pessoa Idosa foi marcado pelo Movimento Plural Idades, do qual o Conselho Regional de Fonoaudiologia 5a. Região  integra, com discussões importantes relacionadas ao assunto. O Simpósio “Luta contra a Violência à Pessoa Idosa” aconteceu durante a manhã e a tarde desta quarta-feira (1º), no Salão Nobre da Faculdade de Direito da UFG. Centenas de pessoas prestigiaram o evento, que teve inscrição gratuita. A presidente do CREFONO5, Silvia Ramos, ressaltou que pela segunda vez o CREFONO5 integra o Movimento que tem como temática as dificuldades encontradas pelos idosos em nossa sociedade. De acordo com o censo feito em 2010 pelo IBGE, as pessoas com mais de 60 anos são o grupo que mais cresceu na última década – passou de 8% para 12%. A estimativa é que nos próximos 20 anos a população idosa passará dos 30 milhões de pessoas no Brasil. Já segundo o Ministério da Saúde, das 626 notificações de violências contra idosos, atendidos em serviços de Saúde de referência, 338 foram de vítimas dos próprios filhos. O dado representa 54% das notificações de agressões a pessoas com 60 anos ou mais, dentro de casa. Entre os tipos de agressões, a violência moral ou psicológica, aquela que fere a honra ou a intimidade, foi a mais relatada (55%), seguida da física (27%), do abandono (22%) e, por último, do dano financeiro ou patrimonial (21%).  

Disque 100 - Para o coordenador geral do Disque Direitos Humanos, do Departamento de Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Sidnei Sousa Costa, que participou da Mesa Redonda “Violência Nua e Crua contra Pessoa Idosa no Estado de Goiás e Brasil”, esses encontros são importantes para levar informações às pessoas sobre como podem fazer denúncias, nos casos de violação de direitos, e também para verificar onde o trabalho de quem recebe essas denúncias pode melhorar. “Estamos buscando aprimorar o trabalho dos atendentes para que ele não aconteça de forma mecânica e que essa sondagem seja humanizada”, afirma. Segundo dados relacionados ao Disque 100 e que foram apresentados por Sidnei Costa,  91% das agressões às pessoas idosas acontecem dentro de casa. “É preciso acabar com a ideia de que os fatos que acontecem em casa devem ficar em casa. Tem que denunciar. Abusos financeiros, violência física e até sexual estão cada vez mais freqüentes”, informa.

Pela manhã,  o Simpósio contou com a apresentação cultural dos corais “Alegria Vozes e Violão (Semas)” e “3ª idade da Unati/Puc Goiás”. Em seguida, foi realizada a mesa redonda “Os Desafios do Controle Social Frente à Violência contra a Pessoa Idosa”, composta pela representante do CEIGO/Conselho Estadual dos Idosos, Maria Luiza Teixeira; pela representante do Conselho Municipal do Idoso, Maria Consuelo Bastos Seabra; e pela  coordenadora da Mesa, Luciana Amorim de S. Mota da RENADI/GOIÁS/SECT.

Para fechar a programação da manhã, aconteceu a Mesa Redonda “A Pessoa Idosa nas Dimensões Biológicas, Psíquicas, Social e Religiosa frente à Violência, com o representante da Geriatria, Dr. Ricardo Borges da Silva; da Psicologia, Marli Bueno de Castro – PUC – GO; religiosa, Wilson Nunes  - Associação Missionária de Idosos; da Fonoaudiologia, Cândida Dias Soares, fonoaudióloga do Instituto de Memória e Comportamento; e a coordenadora da Mês, Marciclene de Freitas Ribeiro Junqueira da SECT e Faculdade Estácio de Sá – GO.

O período vespertino começou com a Apresentação Cultural da Cia de Teatro Senhoras do Cerrado – (Semas) e logo em seguida foi realizada a Mesa Redonda “Violência Nua e Crua contra a Pessoa Idosa no Estado de Goiás e Brasil”, com o Coordenador Geral do Disque Direitos Humanos - Departamento de Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos - Secretaria de Direitos Humanos - Presidência da República, Sidnei Sousa Costa; a representante da Diretora do Departamento da Pessoa Idosa – Semas, Sra. Neide Nascimento de Melo; a vice-presidente do Conselho Estadual do Idoso, Carmencita Márcia Balestra; e a coordenadora da mesa, Aurora Zanini,Conselheira do CRP-09.

Durante o simpósio foram distribuidos edições de palavras cruzadas e também material da campanha do idoso do Sistema dos Conselhos Federal e Regionais de Fonpoaudiologia.

Segundo a presidente do CREFONO5 Silvia Ramos " foi um dia muito produtivo onde não só as pessoas idosas puderem ter acesso a informações dos seus direitos, como também foi possivel participar de dicussões entre as instituições que atuam na área".