A pandemia causada pelo novo coronavírus colocou todos nós, brasileiros, em um estado de medo e apreensão. Mas, aqueles que mais deveriam temer são os que mais se destacam pela coragem: os profissionais de saúde que se colocam na linha de frente para combater a pandemia, tendo que pausar a vida comum e se afastar de seus familiares.

Esse momento crítico que atravessamos vai passar, mas o Conselho Federal de Fonoaudiologia quer afirmar, nesse Dia Mundial da Saúde comemorado em situação tão delicada, que a profunda admiração que sentimos pelos nossos colegas envolvidos no enfrentamento da Covid-19 irá permanecer para sempre.
Nota na íntegra:

No dia 7 de abril é celebrado o Dia Mundial da Saúde. A data é comemorada em todo o mundo com campanhas de conscientização sobre a importância da manutenção da Saúde.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define Saúde como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença ou enfermidade”. Diante disso, é importante destacar que a Saúde não é responsabilidade de apenas um setor, sendo essencial a participação de diferentes setores da sociedade para que toda a população possa ter acesso aos serviços de atendimento.

Atualmente estamos passando por um momento crítico a nível mundial, devido à pandemia do Covid-19. No fim de 2019, o novo coronavírus (SARS-CoV-2) foi identificado como agente etiológico causador da doença. Profissionais da saúde, frente a situações como esta, são convocados a integrar as equipes de atendimento. O Fonoaudiólogo é um desses profissionais que integra a equipe multiprofissional no âmbito hospitalar.

A principal indicação de atendimento fonoaudiológico hospitalar tem relação com a necessidade de manejo da disfagia e redução do risco de broncoaspiração. Sendo assim diante da pandemia de COVID-19 e hospitalização, é imprescindível a presença e atuação desse profissional.

É preciso que o Fonoaudiólogo seja treinado e capacitado pela Comissão de Controle de Infeccção Hospitalar-CCIH para atuar com os pacientes suspeitos e infectados pelo coronavírus. Diante do quadro da pandemia, os profissionais da Saúde sofrem por pressões relacionadas às condições de trabalho, como a escassez dos equipamentos de proteção, pressões de ordem relacional como medo, insegurança, o estresse e a pressão do trabalho acrescido do risco de adoecer. Todos esses fatores podem provocar severos problemas de saúde mental.

Portanto, Fonoaudiólogo, cuide de você! Lembre-se que, se você não estiver bem, não poderá cuidar de outras pessoas!  Vamos juntos superar essa que já é a maior crise da Saúde do século XXI!

Mantenha-se informado: conheça as últimas atualizações da AMIB:

http://www.amib.org.br/pagina-inicial/coronavirus/

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *